Biodiversidade, crocodilos primitivos e outras divagações

 A diversidade da vida em nosso planeta é algo extraordinário, dificilmente olhamos para um canto da Terra sem que ali não haja pelo menos um pequeno  inseto a escalar um muro ou um pinguim na vastidão gelada do ártico.

Incrivelmente a biodiversidade atual do planeta é bem pequena perto do que já existiu nesses 3.5 bilhões de anos de história da vida.  Se juntássemos todas as espécies que já viveram na Terra as atuais seriam apenas uma pequena fração deste total.


Pensando nisso resolvi trazer um exemplo dessa biodiversidade que outrora foi grande mas agora possui somente 23 espécies ao redor de todo o globo.

Este grupo é chamado de Crurotarsi e engloba todos os crocodilianos que conhecemos hoje e outras ordens já extintas que podem ser muito diferentes dos jacarés que conhecemos. 

Aetosauria
Até agora esta ordem possui 22 gêneros diferentes de crurotarsi com características muito diferentes do que reconhecemos como um crocodilo, e a principal delas era serem herbívoros!
 Fig.1: Desmatosuchus haploceros animal herbívoro que atingia até 5 m de comprimento e que não compartilhava dos hábitos semi aquáticos dos modernos crocodilos.

Phytosauria
Com 18 gêneros conhecidos até agora estes animais possuíam hábitos e mesmo a anatomia muito similar com os crocodilianos,  um claro exemplo de evolução convergente acontecendo no período Tríassico.
 Fig.2: Acima Redondasaurus bermani  um Phytosauro da américa do norte que atingia até 12 m de comprimento. Abaixo a principal característica que diferencia Phytosaurias, narinas no topo do crânio.

Rauisuchia
Este grupo controverso ainda confunde os pesquisadores, hoje eles são considerados crurotarsi mas já se pensou que estes animais eram um grupo parafilético (um grupo de descendentes de um ancestral comum mas não todos) . Por enquanto temos 4 famílias destes répteis controversos entre elas Prestosuchidae, Rauisuchidae, Poposauridae e  Ctenosauriscidae.
                          Fig.3: Acima o brasileiro Karamuru Vorax e abaixo e abaixo a ilustração do esqueleto de Effigia okeeffeae um crurotarsi Poposauridae bípede.

Crocodilomorpha
Os crocodilianos fazem parte desta superordem, esta foi a única que conseguiu sobreviver até os dias modernos. Fazem parte deste grupo os jacarés, aligátores, crocodilos e também os gaviais.
Mas também faziam parte dos crocodilomorpha animais estranhos e bem diferentes do que vemos nos zoológicos de hoje. Estes estão divididos em 12 famílias com dezenas de gêneros e mais algumas boas dezenas de espécies em cada uma. Aqui estão relacionados apenas alguns exemplos mais curiosos.
 Fig.4: Acima Dakosaurus maximus um crocodilomorpha Thallatosauro adaptado ao ambiente marinho, no meio o pequeno Adamantinasuchus navae  e por fim Uberabasuchus terrificus ambos brasileiros e de hábitos totalmente terrestres.

Conclusão
Mesmo olhando para o nosso jardim e se espantando com a quantidade de vida que ali reside é interessante pensar o quanto da história da vida já passou por nosso planeta, extinguindo-se e deixando muitas vezes sua marca para que possamos entender todo o processo evolutivo do qual estamos ligados.

Os crurotarsi estão no planeta a mais de  200 milhões de anos e ainda hoje possuem 23 espécies, mesmo isto sendo pouco comparado ao que já foram ainda sim possuem representantes.

Mas e nós que temos um gênero que apareceu no planeta somente a 2 milhões de anos e hoje somos apenas uma única espécie de 100 mil anos, será este apenas o início de nossa história evolutiva ou no final?

Seja Bem Vindo!

O Down House tem como objetivo elucidar temas sobre História Natural, de maneira que mesmo alguém que nunca teve contato profundo com a área possa apreciar e entender melhor o mundo natural do qual todos nós fazemos parte.