Uma Viagem no Tempo

Lembro que em 1996 fiz uma viagem com a escola rumo a cidade de Itu-SP, nosso objetivo era conhecer um lugar chamado Parque do Varvito.
Esse foi meu primeiro contato com uma máquina do tempo tão incrivel e quase do lado de minha cidade. Em 2007 voltei ao Parque como estudante de biologia e agora compartilho um pouco desse lugar tão interessante e tão pouco conhecido pela população brasileira. 

Mas o que é o Varvito?


O Varvito ( Varv= repetição periódica de camadas e ito= sufixo para minerais e rochas) é uma formação de rocha sedimentar do Grupo Itararé (Bacia do Paraná) que data de aproximadamente de 300 milhões de anos dos períodos conhecidos como Permiano e Carbonífero (fig.1), formada pela deposição de sedimentos ao longo do tempo.
Fig.1: Globo terrestre durante o que foi o Período Carbonífero, obeserve a américa do sul coberta por um manto de gelo na parte inferior do globo.

O interessante é que nesta época a Terra era bem diferente de como nós conhecemos e a América do Sul era fria já que nosso continente estava deslocado na região sul do globo terrestre fazendo a América do Sul mergulhar em uma glaciação.
Por isso por mais incrível que possa parecer o Varvito era um lago formado pelo derretimento sazonal de uma geleira!

Esta geleira durante o verão derretia e o sedimento (arenito fino) que ela prendia ia acumulando-se no fundo deste corpo d´agua, já durante o inverno argila era depositada no mesmo lugar formando assim camadas claras e escuras, ou seja, cada camada que você pode observar nas fotos (fig.2 ) refere-se a um ano.

Fig.2: Camadas sedimentares de formação sazonal no Parque do Varvito.

Outro aspecto importante deste monumento é a presença de rastros de invertebrados que viviam no fundo deste lago glacial. Estes rastros foram capturados durante o processo de sedimentação e guardados na forma de icnofósseis (fig.3).
Até agora foram identificados dois icnogêneros sendo eles Isopodicnus e Diplichnites formados por artropodes, além de outros microfosseis (palinomorfos)que foram também aprisionados nos sedimentos.

Fig.3: Icnofosseis encontrados nas camadas sedimentares do Parque do Varvito.

É uma pena que o estado do Parque do Varvito não chega nem perto do que era quando conheci o local em 1996. Os painéis expositivos estão se estragando (aqueles que sobraram), a cachoeira que banhava um pequeno espelho d ´agua foi desligada já a muito tempo e a manutenção geral das estruturas de madeira já não é mais realizada.

Triste ver algo que a natureza guardou por mais de 200 milhões de anos quase abandonada por desinteresse político e publico.
Ainda assim a visita vale a pena, a região que foi situado o Parque do Varvito é de extrema importância para a geologia, pois através desse local é possivel fazer reconstruções paleoambientais de grande precisão sobre o passado de nosso continente e do planeta como um todo.
Mais Informações
Rua Parque do Varvito - 1.400 m. do centro histórico - Pq. N. S. da Candelária - Itu / SP
Fone: (11) 4022-2181
Horário de Funcionamento: Das 8 às 18 horas de terça à domingo. Entrada gratuita.
Mapa

1 comentários:

Alessandra 28 de julho de 2009 20:52  

Que lindo!

É sempres assim. A pessoas não dão mto interesse pra nada cultural. è reamente uma pena.

Seja Bem Vindo!

O Down House tem como objetivo elucidar temas sobre História Natural, de maneira que mesmo alguém que nunca teve contato profundo com a área possa apreciar e entender melhor o mundo natural do qual todos nós fazemos parte.