O “Dark Side” dos Chimpanzés

É inegável que as pessoas achem extremamente engraçados chimpanzés atores, vestidos como humanos e fazendo “macaquices”. Se for um filhote então nem se fala, nosso apego por essas  criaturinhas que lembram bebezinhos peludos é obvia, não tem como não ser cativado.

Mas e na natureza ?Eles também são tão fofinhos e meiguinhos como vemos na tv?


Primeiro temos que entender que o nome Chimpanzé é utilizado para um gênero (Pan) de primatas que possuem duas espécies, o mais conhecido é chamado de Chimpanzé- Comum (Pan troglotydes) habitando o leste da África e também  existe um outro conhecido como Bonobo ou Chimpanzé –Pigmeu (Pan paniscus) vivendo somente na República do Congo (fig.1).

Enquanto os Bonobos vivem em uma sociedade matriarcal (liderada por uma fêmea mais velha), usando o sexo e as caricias como moeda de troca entre os outros indivíduos do grupo, os Chimpanzés comuns parecem ter saído do filme O Planeta dos Macacos.
 Fig.1: Acima Chimpanzé-Comum (Pan troglotydes) e abaixo o Bonobo (Pan paniscus).

Nessa sociedade a violência é quem manda, em cada grupo existe um macho alfa que cuida de todo o grupo e que também lidera os demais em patrulhas (extremamente organizadas diga-se de passagem) em busca de outros grupos invasores de seu território.

Outro comportamento bem interessante desses chimpanzés é a caça, sim caro Catarrhine, eles caçam outros primatas em grupo, com estratégias elaboradas para alcançar o maior sucesso possível no abate desses animais.

Suas presas são os chamados Macacos Colobos, pequenos primatas arborícolas que habitam as mesmas florestas que esses chimpanzés. 

Acima um pequeno vídeo narrado pelo Sir David Attenborough mostrando a caça aos Colobos(cuidado contém cenas fortes!!).

É bem documentada também a utilização de ferramentas para conseguir alimento, seja para quebrar nozes com pedras ou utilizar pequenos gravetos manufaturados para conseguir tirar cupins de seus esconderijos.

Mas dependendo da região que habitem os Chimpanzés podem variar sua dieta de proteína animal. Nas savanas do Senegal por exemplo os antropólogos  Jill Pruetz e Paco Bertolan conseguiram observar que as jovens fêmeas fazem lanças com galhos (fig.2),  afiando suas pontas com os dentes e as utilizando para caçar um primata noturno conhecido como Gálago ou Bushbabie que se esconde durante o dia dentro de troncos de árvores.

Fig.2: Lanças manufaturadas por Chimpanzés do Senegal e utilizadas para caçar Gálagos. Observe na primeira imagem a ponta da lança ainda com pêlos dos primatas caçados.

Vale lembrar que não estou querendo com esse artigo demonstrar que os Chimpanzés são maus e vis, pois isso não existe na natureza. Mas sim mostrar que eles são muito mais complexos socialmente e parecidos conosco do que se pode imaginar.

Acho que não preciso dizer o quanto esse tipo de observação é importante para a biologia evolutiva, traçar analogias com nossa própria evolução e entender o que levou primatas a utilizarem desses artifícios para serem bem sucedidos na natureza não tem preço para os pesquisadores.

Além disso, quebra o paradigma de que somos os únicos no planeta dotados de racionalização suficiente para construir ferramentas e organizar estratégias de caça elaboradas.
Talvez não seja só nosso DNA que nos aproxime dos Chimpanzés!

Não deixe de participar da nossa Wave sobre o assunto, com material exclusivo sobre “O Dark Side dos Chimpanzés” clicando aqui.

Seja Bem Vindo!

O Down House tem como objetivo elucidar temas sobre História Natural, de maneira que mesmo alguém que nunca teve contato profundo com a área possa apreciar e entender melhor o mundo natural do qual todos nós fazemos parte.